Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sofia Margarida

Vem descobrir. Vem partilhar. Vem conhecer um mundo que é só meu...

Tal mãe , tal filha...

Eu e a minha mãe temos peças de roupa iguais, não muitas mas temos. Como não vivemos juntas, não trabalhamos juntas, não tinha qualquer problema. Até que ontem, combinamos encontrar-nos ao final da tarde e ...

 

Mal nos vimos começamos as duas a rir , as duas vestidas de igual! Com tanta roupa para vestir, conseguimos escolher as duas a mesma ... Foi tão engraçado andarmos as duas de iguais! Acho que ficou tudo a olhar para nós, a achar-nos demasiado velhas para ainda andarmos vestidas de igual, mas eu gostei... 

 

Ainda sou menina da mamã !

 

O Início !

Tudo começou dia 1 Maio de 2013, quando fartinha de estar sem fazer nada, olhei para um porta-chaves que tinha na altura e... Eurekaaa!!! Era um porta-chaves feito pela minha avó, em feltro, que ela aprendeu a fazer na Universidade Sénior! Passei o dia a fuçar pelos recantos todos da internet para saber o que precisava e lá fui eu decidida a ir comprar alguns materiais para experimentar! Bem, o resultado não foi o melhor, o material não prestava e o jeito então, nem se fala! (Pensava eu: " Sofia, porque é que nunca quiseste aprender a costurar? A avó bem insistiu contigo! Agora olha, estás assim!). Mas decidida a não baixar os braços e uma vez que o dia da Mãe se aproximava, eu tinha de conseguir fazer um porta-chaves para a minha querida Mãe. Conseguir, consegui... Agora o aspecto final, bem... É melhor não lhe dar-mos qualquer adjectivo. O que conta é a intenção, não é verdade? A partir desse dia, continuei a trabalhar e tentar a todo o custo fazer um trabalho melhor. Com altos e baixos. Alturas em que me apeteceu parar com tudo. Achar que não era capaz de fazer mais. A vida a mudar e (achava eu que não conseguia!) não conseguir conciliar as coisas todas. Tudo passou. Agora voltou a vontade de continuar, não desistir, e mostrar o que de melhor sei fazer com os tecidos e linhas... 

 

 

Aqui fica o resultado do meu imenso esforço e dedicação! E não fosse ela uma grande mãe... ela Adorou!!

 

M de Mãe , M de Maria

 (trabalho realizado 100% à mão, sem auxilio de máquina de costura)