Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sofia Margarida

Vem descobrir. Vem partilhar. Vem conhecer um mundo que é só meu...

Livros : Glória Mortal

 

IMG_2172.JPG

 

Sinopse: A primeira vítima foi encontrada num passeio à chuva. A segunda foi morta no próprio apartamento. Eve Dallas, tenente da polícia de Nova Iorque, não tem dificuldade em ligar os dois crimes. Afinal, ambas as mulheres eram bonitas, famosas, e as suas vidas e amores glamorosos enchiam as capas das revistas. As suas relações íntimas com homens poderosos dão a Eve uma longa lista de suspeitos, incluindo Roarke, o seu próprio companheiro. Como mulher, Eve tem toda a confiança no homem que partilha a sua cama. Mas como polícia, é sua obrigação seguir todas as pistas… investigar todos os rumores escandalosos… explorar todas as paixões secretas, por mais obscuras que sejam. Ou perigosas!

___________________________________________________________________

 

A minha opinião: Não conhecia a escritora J.D. Roob (pseudónimo de Nora Roberts) e tive uma agradável surpresa. Gosto da sua escrita, simples, clara, usando as palavras certas para me cativar.

A história em si cativou-me , mantive-me sempre cheia de vontade de descobrir quem era o assasino e porque motivo fazia ele algo assim. Quase dei por mim a dizer "Dallas, experimenta interrogar este sujeito" , "esse não é Dallas, estás enganada" ...

Dallas é uma mulher forte mas com medo do amor, com dificuldades em aceitar o seu amor por Roarke. E em simultâneo com os misteriosos crimes encontramos uma bonita história de amor.

O que menos gostei foi, sem dúvida, uma vez que a história se passa no futuro, em 2058, as novas tecnologias existentes, nem sempre conseguia visualizar e compreender o que eram.  

Mas em resumo, não é o melhor livro de sempre mas gostei e tenho vontade de ler mais coisas da autora.

___________________________________________________________________

 

Um momento que gostei: 

"Ele tinha o maxilar esmurrado, sangue no casaco e um brilho no olhar. Ela perguntava-se se perdera o juízo. - Estamos aqui, espancados de morte, a abandonar o local do crime onde um de nós ou ambos podiamos ter ido desta para melhor, e pedes-me em casamento?

Ele voltou a passar o braço à volta da cintura dela e puxou-a. - É a altura perfeita."

 

___________________________________________________________________

18240502_MjuS2.png

 

 

Este livro foi lido ao mesmo tempo por todo o Clube das Pistosgas que lêem, vejam aqui as outras opiniões: Magda. Nathy e M*

 

 

10 comentários

Comentar post

Some blog design Written by Joana