Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sofia Margarida

Vem descobrir. Vem partilhar. Vem conhecer um mundo que é só meu...

Não sei ...

se me preocupo, se experimento, se ignoro...

 

Está uma pessoa sentada na esplanada, a aproveitar uma noite fresca de verão, quando é contemplada com um ruído de fundo...

 

- Olha lá, a que horas é que combinaste com a "Maria" ir apanhar Pokemóns??

 

 

 A sério???  Agora não se sai à noite... Vai-se apanhar Pokemóns é isso?  Começo a olhar para o lado e vejo imensas pessoas a andar de telemóvel na mão... Ou é coincidência ou anda tudo à caça...

 

 

Mas ainda há piores ( se é que é possível), contou-me um amigo que trabalha num café que um grupo de miúdos durante esta semana saiu a correr para a rua, deixando tudo na mesa,  porque ao que parece: 

 

- " Apareceu a 50m um Pokemón super raro e tivemos de correr todos para o apanhar"

 

Não compreendo, juro que tento mas não compreendo...

 

Tal mãe , tal filha...

Eu e a minha mãe temos peças de roupa iguais, não muitas mas temos. Como não vivemos juntas, não trabalhamos juntas, não tinha qualquer problema. Até que ontem, combinamos encontrar-nos ao final da tarde e ...

 

Mal nos vimos começamos as duas a rir , as duas vestidas de igual! Com tanta roupa para vestir, conseguimos escolher as duas a mesma ... Foi tão engraçado andarmos as duas de iguais! Acho que ficou tudo a olhar para nós, a achar-nos demasiado velhas para ainda andarmos vestidas de igual, mas eu gostei... 

 

Ainda sou menina da mamã !

 

Festival do Maranho

Para quem não tem o que fazer durante o fim-de-semana, aconselho vivamente a deslocarem-se à Sertã para conhecer uma das melhores iguairias desta região - Maranho! Para quem não conhece deixo-vos aqui uma imagem que retirei o site do festival que explica em que consiste esta pequena maravilha. 

Sem Título.png

O festival acaba amanhã mas ainda têm tempo de vir provar... 

Senti-me como a Cinderela...

Só que não tinha sapatos de cristal, nem era meia noite...

 

Eram mesmo 8:50, e estava a caminho do trabalho.

A caminho do carro perdi um sapato ( a sandália teve a infelicidade de se descolar), lá fui eu ao pé coxinho até casa, com toda a gente a ver-me passar a passadeira aos saltinhos. Além da vergonha que passei, ainda cheguei super atrasada ao trabalho, visto que levei "meia hora " a chegar a casa ao pé coxinho. 

 

Que bela forma de começar o dia...

Pág. 1/2